segunda-feira, 16 de março de 2020

Sonhos de criança

Transformar-se numa libélula e ganhar os céus, em busca da liberdade!



Viajar por mares sem fim, lutando com piratas, como Wendy e Peter Pan!



Ter uma fábrica inteirinha de doces, sorvetes, brinquedos ...




morar na casinha que João e Maria encontraram na floresta, com paredes de pão-de-ló e telhado de barras de chocolate,




Construir um castelo encantado com bloquinhos de madeira.



Ser levada por um príncipe encantado, montado num cavalo branco ...



O tempo passa, a criança cresce, envelhece!
Muitos sonhos , alguns realizados, outros frustrados ...
A vida tem planos que nem sempre coincidem com os nossos!

segunda-feira, 9 de março de 2020

Reflexões

Quando estiver muito feliz ou muito triste, lembre-se, isto também vai passar!

Quando o coração está repleto de tristeza, não é bom abri-lo!

Quando a tristeza nos envolve só queremos um abraço e, às vezes, não é mais possível tê-lo!

           

Para que servem os caminhos se por eles não passamos,

não é possível ser feliz com o olhar em dois caminhos. 



Emoção e razão se debatem.
Coragem e covardia,
certeza e indecisão ... insegurança... nos afastamos da felicidade temendo ser felizes!
Mas somente nos arrependemos daquilo que deixamos passar por nossas vidas. sem lutar!




Tudo passa tão depressa!
Por que não?
Por que não apostar na intuição se há um chamado dentro de nós?




   O medo nos faz recuar e temos a vida inteira para nos arrependermos!

sábado, 29 de fevereiro de 2020

Chuva na roça

"Chove, ah, como chove..."!
Dia atípico de verão!
Faz frio, a chuva fina e constante, enxarca as folhas da imensa Sapucaia e elas quase tocam o chão!



Gosto da chuva!
Um dia como este nos convida ao aconchego do sofá, assistir a um bom filme, lembra de organizar gavetas, a tomar um chá de ervas frescas, colhidas na horta ou  um café ...
Um café!... Forte, quente, ... doce ...gostoso !

Traz lembranças ... saudades, nostalgia!

Os pássaros estão quietinhos, protegendo seus ninhos da umidade e de predadores ,
como os tucanos. Hoje , pela manhã, vi três tucanos no pinheiro!
                                                                               
                                                                                 
Tucano

                                                                           
Alma de gato

Sabiá laranjeira













                   
                                           


Coitadinhas das franguinhas, molhadas  e "jururus," mas nem assim deixam de ciscar, remexer o gramado a procura de bichinhos!




Os periquitos maracanãs a que, erroneamente, chamamos de maritacas, nem se importam com a chuva!  Atacam as goiabeiras, aproveitando a "enchente das goiabas", nas "água de  quase março"!

Periquito maracanã

A neblina encobre o topo da colina e nuvens densas e escuras  levaram o Sol!

Um barulhinho irritante, constante, lembra que há uma goteira no forro da sala!
Preciso mandar  consertá-lo!



Você, meu caro leitor das cidades grandes,  onde a chuva causa transtornos e caos, alto preço cobrado pelo progresso, talvez não compreenda as reflexões desta carioca que se encantou pela vida caipira! Mas chuva na roça é uma benção que, literalmente,  cai do céu!




Traz fertilidade à Terra, alimento farto, flores em profusão! Vida!


" Um dia de chuva é tão belo como um dia de Sol,. Ambos existem, cada um como é!
                                                               Fernando Pessoa


"... É preciso Amor pra poder pulsar, é preciso Paz pra poder sorrir, é preciso a chuva para florir..."
                                                             Almir Sater



                                                             
                                                    Tocando em frente - Almir Sater                       










       



quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Cartas de Amor





Um vento gelado sopra lá fora!
Resultado de imagem para cartas de amor imagens



 !
Lembranças de momentos vividos intensamente, vêm aquecer meu coração!
Cartas de Amor!
Lembrança da ansiedade, da alegria de recebê-las ou da decepção quando o carteiro não parava no portão!
A saudade me leva a reler essas velhas cartas, esquecidas numa gaveta!
Um dia foram o alimento de um grande amor, guardadas a sete chaves, como um tesouro!
Algumas não foram enviadas, faltou coragem para remetê-las, são como gritos sufocados!



Frases ditadas pela emoção, juras de amor infinito,  promessas, velhas canções, poesias...  escritas em páginas amareladas pelo Tempo!

Fernando Pessoa escreveu: "todas as cartas de amor são rìdìculas, mas não seriam cartas de amor se não fossem ridículas... mas afinal,
as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridìculas!"

Elas são o registro de uma linda história de amor que ficou no passado, tão distante!



Rosa sobre escrito a mão de cartas e cartões postais - Foto de stock de Carta de Amor royalty-free



"Vou continuar amando a sua lembrança!"

"Quanto maior a ausência, maior é o fascínio do reencontro"!


quarta-feira, 1 de maio de 2019

A essência da vida


Vivemos permanentemente a procura de algo que justifique nossa existência!
Buscamos a felicidade!
Dentro de cada um de nós existe a capacidade de atingir este objetivo.,. se compreendermos que é preciso amar!

Entendo que o Amor, em todas as suas formas, seja a essência da vida!


Amor pela Natureza e por todos os seus seres!"








Amor à Mãe Terra, alimentando o solo, cuidando  da água. protegendo suas nascentes, produzindo alimento sadio, farto!









Amar, cuidar, educar as crianças, despertar nelas a consciência de que é possível transformar a vida!




Turma de segunda série, EMEF Madre Maria da Glória, Ubatuba, SP Prof. Sidnéa  apresentação, SOS Mata Atlântica


Fazer deste mundo um lugar melhor, onde as pessoas vivam livres e felizes, a partir do seu próprio núcleo familiar, sabendo que cada ato nosso refletirá na vida de inúmeras pessoas!
Enfim, o Amor é o grande protagonista na história do Universo!

Foto de Sueli Flores Nani
"Feliz daquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina" Cora Coralina

"Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz"
Madre Tereza de Calcutá

domingo, 14 de abril de 2019

Estórias de gente e de bichos




Vivo num pequeno sítio no interior de São Paulo..











Nele me refugio do ruído da cidade, recebo meus filhos, netos, amigos e parentes mais queridos.
 Os dias passam tranquilos, com minhas flores e meus bichos.






Nesta convivência harmoniosa entre a natureza e seus seres, a vida segue seu curso. Muitas estórias tenho para contar .










Marcadores







Havíamos perdido uma cadelinha linda, Gaia. Ela era dócil e educada! Seu passatempo preferido era "pastorear" as galinhas com pintinhos. Quando se afastavam muito da casa, ela ia atrás deles e os trazia à porta da cozinha. Ali ficava a vigiá-los!











Precisamos sacrificá-la porque ficou muito doente, foi extremamente doloroso, principalmente para meu neto. Um vazio enorme ela deixou em nossos corações!



A belíssima e centenária Sapucaia, meu cartão postal


Teríamos que ficar algum tempo sem ter cães por causa do risco de infectá-los com a doença..

No entanto, depois de alguns meses, algo aconteceu, como se fosse coincidência, para aliviar nossa saudade: o personal training de minha filha ofereceu-lhe um pastor australiano ( muito parecido com a Gaia ) que havia encontrado perdido na rua, Por pouco não teria sido atropelado,. Levou-o para casa, mas seus cachorros não o aceitaram.

Minha filha ficou encantada com sua beleza! Era realmente um belíssimo animal,  mas mais uma vez foi uma grande confusão, o cão de sua amiga também não gostou do intruso!
Lançaram-se um contra o outro, ela desesperada tentou separá-los, mas teve a mão ferida, precisou ir para o pronto socorro.



Assim não tínhamos alternativa, levamos o pastor australiano para o sítio. Precisamos chamar nossa  veterinária que aconselhou uma quarentena, num local mais afastado da propriedade. Depois de alguns dias pudemos integrá-lo à nossa rotina.



Demos a ele  o nome Apolo. Parecia feliz, correndo pelo quintal, que ficou mais bonito com sua chegada.
Foi tudo muito bem até que veio a primeira tempestade! Apolo ficou desesperado., mas ao contrário de todos os cães que tivemos, ele corria enlouquecido pelos campos e morros atrás dos raios e trovões!
Era como se quisesse mordê-los!!
Pensei que deveria ter lhe dado outro nome, Thor!
Por mais que o chamasse, não adiantava, mais corria e se embrenhava no mato. Com o tempo me acostumei àquela loucura, afinal, sempre voltava ileso! Vinha cansado, todo sujo e cheio de carrapichos.



O pior é que não parou por ai, Ele começou a desaparecer. As vezes passava dias fora, voltava
exausto, faminto, imundo!
Seu pelo brilhante e sedoso parecia um pano de chão.
Meu neto dava-lhe banho, escovava, alimentava, mas logo tornava a desaparecer. Íamos procurá-lo, mas não o encontrávamos.
Até que um dia um fazendeiro vizinho, chamou em nossa porteira.
Apolo quando sumia estava lá, na fazenda dele, perseguindo galinhas e outras aves e  o pior, suas vacas leiteiras, prejudicando sua produção.
Existe um respeito muito grande entre moradores da zona rural, tomamos o maior cuidado para não perturbar-nos uns aos outros e infelizmente havíamos falhado.




Tentei convencer meu neto a doá-lo, mas  ele afeiçoado ao animal, resolveu tentar prende-lo, a princípio no canil, mas não se adaptou, fugia também de lá. Colocou um arame rente ao chão por onde deslizava uma corrente presa a sua coleira. Assim podia circular mais livremente. Construímos para ele uma casinha linda, espaçosa,  de alvenaria. As crianças passeavam com ele e tínhamos a Sara, uma graça de pastora Mantiqueira que ainda vive conosco.



Apolo no entanto, sempre arranjava um jeito de escapar!
Até quando sumiu e não voltou mais!
Algum tempo depois o mesmo personal que o havia nos doado, disse a minha filha que viu numa rede social uma foto de um cão que se parecia muito com Apolo.
Mundo pequeno! Era ele mesmo, na garupa do cavalo de um frequentador da mesma academia deles. O sítio do rapaz ficava a mais de 15 quilometros do nosso! Soubemos que um tempo depois, também fugiu de lá.






Pela direção que tomou, talvez, seguindo o instinto, estivesse a procura de seu primeiro dono!
Aonde estará Apolo, o cão andarilho!?



"Cães têm uma forma de encontrar as pessoas que deles necessitam, preenchendo um vazio que nem sequer elas sabem que têm". ( Thom Jones).





sábado, 10 de fevereiro de 2018

O Amor Verdadeiro - Monte Castelo

Amor verdadeiro ou uma simples paixão?
Como diferenciá-los?

O amor verdadeiro é precioso, raro!
Poucos conseguem encontrá-lo ou preservá-lo, principalmente por não o reconhecerem.





Nasce da alma! É intenso e delicado!
Resiste ao Tempo, sem razão de ser,
A pessoa amada torna-se parte de nossa vida!
O amor real é calmo e sereno, não se deixa contaminar por sentimentos como o controle, o ciúme, a posse e outras armadilhas inferiores.
Ele é espontâneo, livre, há desprendimento, deseja que o outro esteja bem, mesmo que não fique conosco! Só o que importa é o bem estar do outro!




' "Amor que envolve, marca a alma ...
Amor que suporta a renuncia e ...  consegue viver da saudade..."  Sidflores
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...