terça-feira, 6 de setembro de 2011

Uma nova chance

A vida da gente às vezes parece um filme, do qual somos meros expectadores.
Nossa percepção é pragmática, não nos permite perceber a realidade além daquilo que tenha para nós interesse imediato.
                                                                                                                                                                 E vamos vivendo levados por nossas emoções, até que um dia nos vemos numa situação de risco:  um grande perigo,  uma doença grave,  um acidente... uma situação de quase morte...



Inevitavelmente temos que parar.
Percebemos então  a insignificancia de nossa condição humana, frente às forças da Vida e da Morte.


Neste momento todos os nossos conceitos são revistos: ambições, orgulho, altivez, poder... nada mais importa, além do dom precioso da Vida.



                                                                                                                                                                  "Quão longa é a noite da Eternidade comparada com o curto sonho da Vida."
                                                        Arthur Schopenhauer


 Numa situação de quase morte, uma força descomunal parece arrastar-nos para um abismo infinito, o corpo exausto sente a necessidade de se entregar ao descanso, mas uma força ainda maior nos traz à consciência e uma voz nos diz que ainda há uma missão a ser cumprida, que ainda não é hora de partir. Lutamos desesperadamente para sobreviver e voltamos á Vida.  Estamos recebendo a graça de uma nova chance de mudar nossos caminhos.

Depois, presos a um leito,vem a sensação de impotência, de esgotamento, sentimos que somos como barquinhos de papel em rios caudalosos, grãos de areia perdidos no deserto, simples joguetes da Vida no Tempo e no Espaço.
Esta sensação de debilidade pode levar à depressão e é quando vamos buscar num Ser Superior a força para vencer mais uma vez.
Podemos, em seguida, sentir a euforia de haver vencido a morte.  A vida  tem um novo sentido, uma nova dimensão.  Passamos a dar valor às pequenas coisas que não percebíamos antes, como por exemplo poder segurar um talher, tomar banho sozinhos, caminhar sem precisar de amparo, pentear os cabelos...
É necessário que estes momentos não sejam esquecidos, eles são os sinais que nos mostram o caminho à seguir.
A vida  para todos nós é como uma folha de papel em branco, com um único ponto negro no centro.
Somos levados por nossa percepção a nos ocuparmos com aquele pequeno ponto. Esquecemos, no entanto, de prestar atenção à brancura da folha.
                                                  
Quantos momentos felizes perdemos por deixar passar a beleza das coisas simples, como o sorriso de alguém que passa por nós na rua, o canto da passarada no final de tarde, o abraço de um amigo, a saudade que a gente mata de alguém distante recebendo um e-mail,  sentir o cheiro doce do capim cortado para os animais, ver as seriemas no quintal buscando o alimento que falta no campo por causa da seca, o jardim florido em pleno inverno, as árvores despidas de sua ramagem,  o gado chegando ao curral pela manhã bem cedinho, a neblina vestindo a paisagem, as gotinhas de orvalho molhando o gramado, o café com leite recém ordenhado, o queijo fresco, o requeijão,...

Escreva, em sua folha em branco, a linda história de uma vida cheinha de Felicidade.

                    


Aproveite a chance, aproveite o dom supremo  que é a Vida.
Viva como vivem as crianças: com alegria, com simplicidade, com Amor e Esperança! 





"Gozar o presente é fazer disso o propósito da Vida,, é a maior sabedoria, visto que somente o presente é real, todo o mais é representação do pensamento."  
                                                                                                                     Arthur Schopenhauer

3 comentários:

  1. Muito bom, Sidnéa! Acho que ambos vivemos essa experiência e estamos aqui compartilhando o prêmio Divino da sobrevivência!

    ResponderExcluir
  2. NEIA, COMO FALAMOS BASTANTE SOBRE A IMPORTÂNCIA DE NOS DESPIR DO ORGULHO E DAR IMPORTÂNCIA ÀS COISAS SIMPLES DA VIDA.BJ NO SEU CORAÇÃO. SALVE JULHO DE 2016.

    ResponderExcluir
  3. NEIA, COMO FALAMOS BASTANTE SOBRE A IMPORTÂNCIA DE NOS DESPIR DO ORGULHO E DAR IMPORTÂNCIA ÀS COISAS SIMPLES DA VIDA.BJ NO SEU CORAÇÃO. SALVE JULHO DE 2016.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...